Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

Quero aprender a perguntar menos...

Imagem
Quero aprender a perguntar menos. Eu espero ansioso por este dia. Quero descobrir a graça de sorrir diante de tudo o que ainda não sei. Quero que a matriz de minhas alegrias seja o que da vida não se descreve...

Direção Espiritual 21/06/2017 - Ser católico e ser cristão - Pe. Fábio de Melo

Imagem

Nas entrelinhas é que dizemos. Bom terapeuta é o que escuta o que omitimos.

Imagem

O amor tem o poder de prolongar as...

Imagem
O amor tem o poder de prolongar as distâncias.
Os passos perdem a pressa. Chegar não é mais importante.
O encanto está no ir. Um ir eterno, sem destino, sem tréguas.
Um chegar que não chega nunca.

Fragilidade Humana - Direção Espiritual 14/06/2017 - Pe. Fábio de Melo

Imagem

Na infância da inteligência, o mito é uma elaboração possível.

Imagem

Meu pai, com seu jeito finito de ser Deus, revelava-me Deus, com seu jeito infinito de ser homem.

Imagem

A Liberdade

Imagem

Não era ódio. Era amor. Alguns sintomas são os mesmos.

Imagem

Se você quer saber se fez bem a uma pessoa é só você descobrir se...

Imagem
Se você quer saber se fez bem a uma pessoa é só você descobrir se, quando saiu da vida dela, você a deixou melhor do que quando a encontrou.
Quem ama de verdade torna a outra pessoa melhor do que ela é, empresta os olhos para a pessoa se ver melhor, se ver mais corajosa, mais bonita.

Cuidado com os amores passageiros… eles costumam deixar marcas dolorosas que simplesmente não passam.

Imagem

Casinha Branca

Imagem

Jesus Meu Deus Humano

Imagem

Lamento Dos Imperfeitos

Imagem

O amor tem o poder de nos fazer observar detalhes.

Imagem

Óculos são instrumentos que ampliam a visão... O amor também.

Imagem

Proteção e Fé - Direção Espiritual 07/06/2017 - Pe. Fábio de Melo

Imagem

Humano Demais - Direção Espiritual 31/05/2017

Imagem

Amor Próprio - Padre Fábio de Melo

Imagem

Quero a loucura da saudade...

Imagem
Quero a loucura da saudade.
Quero o descontentamento que me faz grunhir
no silêncio das madrugadas, quando o cheiro
de dama-da-noite quase me sufoca no quarto.
A janela fechada não me protege da vida.
Não me importo.
Há mais perigos dentro do que fora de mim.